Quase 14 meses

Dia do pai - mural-a-dois -
... com o avô (duplo-pai) a observar

Vamos lá acertar o passo!
  

4 comentários:

Graciete Rietsch disse...

Linda a imagem de um presente esclarecido a acompanhar o futuro!

Um beijo.

Olinda disse...

Ê infinita a ternura que sentimos pelos netos,e por todas as criancas.Temos a obrigacao,de lutarmos,para lhes deixar um mundo melhor,e um paîs onde nao tenham de emigrar.

Um beijo ao Diogo

Anónimo disse...

Esta fotografia é a mais bonita sob o tema: Avõ e neto ... presente e futuro ... ternura imensa.
Que lindos meninos!

Campaniça

Rogério Pereira disse...

Vim aqui (ou melhor, voltei) depois da nossa conversa de ontem. E repito o que te tinha dito: são eles que falando à criança que ainda existe em nós, que nos fazem pensar que a vida é menos triste do que pensávamos, até sermos avós. Bonito o "puto"!

:))