domingo, novembro 27, 2005

Hoje, aqui

Hoje, aqui, sentado, olhando mails e blogs, fotografias e "prendas". A procurar que todas as emoções se metabolizem e me tornem mais no que quero ser para merecer o que por vezes me fazem.

4 comentários:

Anónimo disse...

Camrada,
Para além de outros, também de ti preciso.
Do teu sereno olhar, do teu sorriso!
Da tua mão pousada no meu ombro.
Ouvir-te murmurar: "Luta e Confia!"
Sentir com o teu saber que a Razão vai Vencer!
Mesmo num domingo chuvoso e frio,
Estou feliz por tu,tudo merceres!

Bom domingo, bem perto da lareira.
GR

Anónimo disse...

Tu mereces tudo e nós merecíamos mais como tu... que há tão poucos!!!

josé disse...

Poema de José Gomes Ferreira

Não Traio



(boca cerrada de raiva)

Não traio.
Porque insistes?
Não traio.

Desde criança que meu Pai me ensinou
não haver tempestade
na terra ou nos céus
que não traga
a praga
de um falso herói
salvador da Cidade.
Ou a esperança de um semideus
com um raio
na Mão
que tudo destrói
para pintar depois o sol e o Chão
de outra realidade.
Mas nunca encontrarás traidores
entre os que sempre como eu sonhamos combustões
de novas flores
com pétalas de asas de liberdade
que só nascem e crescem regadas pelos gritos e lágrimas
das multidões.

Povo, continua! Não pares a tua tempestade.

Em frente, Sérgio!

Sérgio Ribeiro disse...

Pois... o que escrevi foi no começo da manhã, depois de um dia dos que ficam gravados na nossa vida!
Mas qual dia calmo, em domingo chuvoso e frio?! Almoço nas Fontaínhas de Seiça para a Casa da Criança da Aldeia Nova (com "sevilhanas"), inauguração do "relvado sintético" do Atlético, visita a minha mãe de quem tanto me lembrei ontem, magusto do Juventude nos "Bombeiros". Só agora me sentei aqui outra vez.
E amanhã de manhã cedo ala para Lisboa...