segunda-feira, junho 15, 2015

Hoje, 10 anos depois

15 de Junho de 2005.  Faz hoje 10 anos. Um dia para a História. Como o comprova a foto


Nestes dias, em que uma década se cumpre, a lembrança sempre viva. Nestes dias mais viva. 
Também a luta. 
Também a memória na lembrança inapagável e, por isso, impondo-se, presente como sempre. Como sempre com interpretações, leituras, desenvolvimentos, aproveitamentos, "descobertas", que comovem, ou chocam, ou agridem, ou merecem desprezo.

Hoje, sobre tudo, um silêncio e uma reflexão. Não de culto, não de recolhimento solitário, de joelho em chão, de cada um consigo. 
Hoje, um silêncio solidário. De luta. Com os outros, pelos outros. 
Para a luta continuar. 
Como tu nos deixaste o exemplo. A luta até ao fim. A luta nossa a ser continuada depois - para além - da luta de cada um de nós!  

6 comentários:

Maria disse...

Disseste tudo.
Continuaremos a luta!
Abraço.

Justine disse...

Impressionante!

Justine disse...

E um texto belíssimo, que não devia estar escondido...

Sérgio Ribeiro disse...

Fiquei "realizado" pelos comentários. Obrigado por eles.
Mas o texto não está escondido! Está "em silêncio".
(isso queriam "eles": que nos escondessemos nos silêncios!...
NÃO!, se nos silenciam, não nos escondemos, passamos a clandestinos... silenciosos mas não escondidos... PARA SERMOS OUVIDOS!)
Estarei a usar a dialéctica? Talvez...

cid simoes disse...

No dia 6 de junho foi-lhe prestada a melhor homenagem que lhe podiamos ter feito neste décimo aniversário.

Olinda disse...

Belo texto!Pelo que diz e pelo que emociona.Sô um partido como o PCP,pode forjar tais revolucionârios.
Bjo