domingo, novembro 05, 2017

Onde chega a deshonestidade!

Hostes de cores várias (do rosa pálido e encarniçado não-vermelho vivo ao laranja e preto) não param de festejar a perda de posições da CDU nas eleições autárquicas. A vontade de aproveitar essa queda é tanta que dá origem a escorregadelas que mostram o que decência e a deontologia mínima levaria a procurar não revelar.
As duas páginas sobre autarquias do Expresso de ontem envergonham... até o leitor mais teimoso em informar-SE no semanário. São de um anti-comunismo tão primário que cai em coisas como as que aqui se denunciam. E não se gasta mais cera sobre tão ruim e falecida deontologia:

Repare-se:

3 vereadores para o PS, 2 para a CDU e outros tantos para o PSD, 1 para o BE???!!!
Inês Medeiros (a 1ª da lista do PS) precisava de um (acordo) para garantir a maioria no executivo???!!!

Ora vejam-se os resultados para a Câmara Municipal em Almada, segundo o Ministério da Administração Interna (SGMAI):

Ou seja: 4 vereadores para o PS, 4 também para a CDU 
(413 votos e 0,66 pontos percentuais de diferença), 2 para o PSD e 1 para BE!
Pelo que o acordo com um só podia ser com o PSD (4+2=6 em 11 ), só com BE não chegava!
Por isso, assim foi feito.
Já para a Assembleia Municipal - 14 CDU, 13 PS, 5 PSD, 4 BE, 1 CDS e 1 PAN - 
num total de 38 as contas são mais complicadas - 13+5+1 não chegam para a maioria -
mas lá se entenderam para derrotar a proposta de mesa feita pela CDU!

"Contas feitas", diz o Expresso? 
Umas erradas, outras mal feitas... e muitas por fazer!

3 comentários:

Olinda disse...

Chegámos a um tempo,em que,o rigor e o profissionalismo deixou de existir para a classe jornalistica.Bjo

Francisco Manuel Gentil Apolónio disse...

Então a honestidade não é: ->> Em função da "cor", tamanho, qualidade ou quantidade do dinheiro?
Então se, em geral é assim, o que é que esperavam?

Sérgio Ribeiro disse...

Nada!
... Ou não tanta!
... ou melhor: náo tanta falta de profissionalismo!