quinta-feira, março 21, 2013

Debate «O Euro e a divida - Défices estruturais»

19 de Março, Lisboa

Intervenções de João Ferreira do Amaral, Economista («Eu não creio que haja solução dentro do Euro»), de José Lourenço, membro da Comissão para os Assuntos Económicos do PCP («O povo português tem o direito inalienável a decidir o seu destino»), de Agostinho Lopes, membro do Comité Central («O euro não foi um problema de ignorância, foi e é uma opção política do grande capital e das potências dominantes da Europa»), de Octávio Teixeira, Economista («Resta-nos a saída unilateral, tanto quanto possível negociada»).

De Jerónimo de Sousa:
.

2 comentários:

Rogério Pereira disse...

O texto do Jerónimo é um documento histórico!
Gostava de ter acesso aos outros...

Graciete Rietsch disse...

Renegociar a dívida e fazer uma auditoria.
Que dívida teremos de pagar?

Um beijo.