quinta-feira, junho 11, 2009

Talvez masoquismo...

Por (de)formação profisssional e alguma (anterior) vocação para números, gosto de ir coleccionando e de jogar com estes.
Agora, na ressaca das "europeias", registei os números de domingo (ainda não definitivos), para aplicar o método de Hondt e para os juntar a uns quadros que tenho desde 1987 (as 1ª. eleições para o PE), e deu-me:
Quer dizer, o 23º eleito (lembre-se que havia 24!) seria o 3º (a 3ª) da CDU, e só não o foi porque o 22º, do BE, teve 3,58 e o nosso 3º (a nossa 3ª) teve 3,55! Um "azar dos Cabrais"...

Mas não se ficou por aí o pendor masoquista! A CDU em 1999 teve também o primeiro não eleito, então o 26º pois eram 25 os deputados portugeses, e reproduzo o quadro que tinha guardado: Quer dizer, o 3º da CDU teve, segundo o método de Hondt, 3,43 e o 9º do PSD teve 3,46, pelo que foi o 25º deputado português. Nos dois casos, por 3 centésimas se perdeu um deputado!
Pelo que o tal "azar dos Cabrais" (e a sorte dos... outros) não é original. Repetiu-se.
Que fique como remorso para alguém que se tenha "esquecido" de votar, ou que, por alguma razão pessoal, decidiu não ir votar, ou por considerar que um voto a mais ou a menos não faz falta nenhuma...
E mais não digo.


7 comentários:

Fernando Samuel disse...

E com isto tudo,
cada deputado do BE «custou» cerca de 127 mi votos;
cada deputado do do PS, «custou» cerca de 135 mil votos;
cada do PSD, cerca de 140 mil votos;
cada do CDS/PP, cerca de 148 mil -

e cada da CDU, cerca de 189 mil, ou seja, fomos os mais «caros»...

Um abraço.

"técnico de contas" disse...

Também gosto dessas contas, de quantos votos custa um deputado, ou seja, de quantos está em representação...
Parece mero entretenimento (ou, nalgumas circunstâncias, talvez masoquismo...) mas não é. Não sou eleitoralistas!, mas às vezes falta-nos eleitoralismo...
De qualquer modo, viva a luta de massas!, embora as "massas" de mais um deputado fizessem um jeitão à luta de massas.

samuel disse...

Os mais "caros" igualmente no outro sentido...
Pagaria para encontrar um punhado de Pêésses para os quais a figura de Vital Moreira seja tão cara como a de Ilda Figueiredo para os militantes da CDU, caros Sérgio e Fernando Samuel..

olga disse...

Ainda bem que existem masoquistas que fazem essas contas por mim, sou um pouco alérgica a números, pois dão-nos imensos geito a ler resultados e a dizer àqueles que argumentam que "o meu voto não muda nada" que afinal um voto pode mudar tudo.
bjs e boa continuação de trabalho
olga

GR disse...

Os teus “números” são muito necessários.

Todos nós conhecemos alguém que não foi votar, por culpa da “coincidência”.
Na minha terrinha por coincidência houve comunhões e um jogo qualquer (por certo importante) e baptizados por coincidência, todos no dia 7 e o fim-de-semana prolongado, por coincidência fizeram preços muito baratos.
Há sempre só um que não vota, todos juntos fazem alguns milhares.
Falta de respeito, responsabilidade e muito pouca consciência!

GR

Sal disse...

Masoquismo não, Sérgio, análise apurada e pertinente!
Vou mandar os teus números, se me permites, a uns quantos emails. Se calhar os donos dos emails não foram votar, não faço ideia, mas ... lá ficam com a informação.

bjs

yanmaneee disse...

yeezy shoes
longchamp handbags
nike air vapormax
nike 95
curry 5
nike air vapormax
supreme hoodie
nike air force 1 high
kyrie 6
supreme