sexta-feira, dezembro 04, 2009

Um escândalo!

Notícia em Sapo Portugal:


UE
Chefes de diplomacia dos 27 reúnem-se pela primeira vez sob presidência de Ashton.
Os ministros dos Negócios Estrangeiros da União Europeia vão reunir-se
na próxima semana em Bruxelas,
no primeiro encontro presidido pela nova chefe de diplomacia europeia,
Catherine Ashton, que entrou em funções a 1 de Dezembro

.

Este novo cargo de Alto Representante da União para os Negócios Estrangeiros e a Política de Segurança, criado pelo Tratado de Lisboa, foi preenchido por esta senhora (baronesa inglesa) por escolha num jantar mais ou menos íntimo, depois de negociações, que não teriam sido muito difíceis, entre os próceres da dita União Europeia.

A dit(os)a senhora entrou em funções antes mesmo de entrar em funções o tratado que lhe criou o cargo, e passou a ser vice-presidente da Comissão. Mas isto nem terá grande importância, tirando o anacronismo.

A partir deste tão "democrático" procedimento, a baronesa inglesa assim escolhida, sem a mínima participação dos cidadãos, por mais indirecta que se procure, vai presidir - diz a notícia que ninguém desmentirá - ao próximo Conselho de Ministros dos Negócios Estrangeiros, o Conselho de Ministros institucionalmente mais importante de todo o "processo de integração europeia", logo depois do que foram as cimeiras e, agora, o Conselho Europeu.

Isto é, um membro da Comissão - e assim escolhido, insisto - vai presidir a um Conselho de Ministros.

É a subversão institucional. Do que se dizia ser o equilíbrio institucional comunitário entre Conselho, Parlamento e Comissão!

Isto digo que... eu que de questões institucionaias sei muito pouco, mas o suficiente para poder afirmar que é escandaloso. Democraticamente indecente, é um descarado desprezo pelas instituições (e soberanias) dos Estados-membros.

7 comentários:

samuel disse...

"é um descarado desprezo pelas instituições (e soberanias) dos Estados-membros."

Portanto... tudo normal.

Abraço.

Curioso do Mundo disse...

Luís Amado, Obamaniaco "nato" vai estudar possibilidade de mandar mais tropa para o Afeganistão...Qualquer dia com estes "patriotas" somos mais uma estrela na bandeira dos EUA.Arre porra!

cetautomatix disse...

Lembro-me de, quando era miúdo, ver nalguns carros, um dístico na traseira que dizia "Estados Unidos da Europa". Nunca procurei, mais tarde, perceber de que se tratava: se de uma forma sofisticadamente arrevezada e envergonhada de contestar o regime no seu isolacionismo ou se era sinal de sonho federalista induzido pelo Tratado de Roma. Mas, se algum proprietário de um desses carros ainda for vivo, estará agora a pensar quão premonitório foi o seu dístico. E eu fico a pensar quão premonitório foi, no paradoxo de um contexto radicalmente diferente, George Orwell com o seu célebre 1984.

Antonio Lains Galamba disse...

mas depois a ditadura é lá naquela ilha dos barbudos!

Maria disse...

Não me espanta. Infelizmente...

Um beijo para ti

Antuã disse...

que se podia esperar destes mafiosos?

yanmaneee disse...

golden goose
yeezy
yeezy boost 350 v2
vans
timberlands
nike air max 270
lebron 16 shoes
timberland boots
adidas tubular
golden goose shoes