terça-feira, janeiro 01, 2013

Um voto contra

Ainda da última reunião da Assembleia Municipal de Ourém, de 27 de dezembro, julga-se de algum interesse o facto dos documentos previsionais para 2013 - orçamento e opções do plano - terem sido aprovados com 18 votos a favor, 19 abstenções e 1 voto contra, o nosso. Esta votação reflecte a composição da AM e dir-se-ia que, aqui, ao contrário da Assembleia da República, é o PSD que se abstem violentamente... 
Apresentámos a seguinte declaração de voto:  

Declaração de voto
Documentos previsionais

Votámos contra (...) mas este voto não é contra estes documentos previsionais, venham esses documentos ”a caminho do realismo” mas a tropeçar no "contabilismo", sejam desta maioria ou de outra maioria anterior ou futura, seja do OE do governo central ou deste OE local – cujos responsáveis técnicos saúdo pelo bom trabalho que estou estudando –, e que comprovam a sua imprevisibilidade.

O nosso voto é contra a política que, quer de uma, quer de outra maioria, quer em coligações, nos trouxe a esta situação, por via de caminhos em que se teima prosseguir. Como se outros não houvesse. Tarde, e com grandes custos sociais, se verá que há.

2 comentários:

Rogério Pereira disse...

Boa malha!

Graciete Rietsch disse...

Esta declaração de voto é uma rejeição clara das políticas qye nos desgovernam.

Um beijo.