quinta-feira, maio 04, 2006

Histórias em cem palavras e 1lustração - 28

Coloquei o número dos dias em 25 e as letras do mês em Abril e fui à vida. Pelo mundo.
Voltei.

Voltei a rotinas que também delas (e tanto!) é feita a vida, e o calendário está como o deixei.
E está certo: 25-de-Abril sempre!
Mas… para fechar o círculo que aberto sempre esteve e ficará, umas últimas cem palavras sobre o 25 de Abril que foram escritas há uns anos, em reacção a um amigo que dizia, com algum peso de autoridade, que se não tivesse havido 25-de-Abril tudo estaria como está. O que achei (e cada vez mais acho) um erro crasso, até porque a História não é como o salame…


MEMÓRIA E PROJECTO

25-de-Abril… quando foi?
Em 1974…
Ih! Há tanto tempo…
Enganas-te, foi ontem.
‘Inda não tinha nascido!
Pois eu nasci segunda vez nesse dia, já tinha quarentas...
‘Tás velho, c’roa…
Quando lembro o 25-de-Abril não estou. Para mim, foi ontem.
E valeu a pena?
Valeu!!!
Como seria Portugal sem esse 25-de-Abril?
Dizem que igual ao que é.
E valeu a pena?!
Sim!, pela memória que é minha, pelo projecto que tens de reconstruir para ser teu e futuro.
‘Tá bem. Depois contas o resto…
Claro. Conto-te a memória, para o projecto e futuro és tu que vais contar.

1 comentário:

GR disse...

Sem o 25 de Abril, Portugal continuava pintado de negro!
Hoje, há todas as cores do arco-íris: Apesar de quererem pintar novamente de negro.
Mas as cores são teimosas e Resistem!

GR