segunda-feira, março 05, 2007

António Gedeão - Homem

Homem

Inútil definir este animal aflito.
Nem palavras,
nem cinzéis,
nem acordes,
nem pincéis
são gargantas deste grito.
Universo em expansão.
Pincelada de zarcão
desde mais infinito a menos infinito.


No dia 10 de Março, pelas 16 horas, no espaço Som da Tinta, António Gedeão por Manuel Freire.

3 comentários:

Anónimo disse...

Que pena, não podermos ir aí. Mas, nesse dia,inaugura-se, em Pinhel, uma exposição do Partido sobre a vida e obra de José Dias Coelho. E à noite, na Guarda, há um jantar de aniversário dos 86 anos. Calha tudo sempre aos fins de semana, que se há-de fazer, é mesmo assim.

GR disse...

Que seríamos nós sem a poesia?
Que seria o mundo sem Gedeão?

GR

Anónimo disse...

Que pena não vos ter por cá, tenho a certeza que vai ser uma tarde bem passada