sexta-feira, setembro 30, 2005

Há utopias e utopias

A(s) minha(s) utopia(s) do(s) dia(s):

Ter - todos os dias! - tempo para passar para aqui a utopia com que adormeci, ou com que acordei para começar o dia.

Esta é mesmo utopia (cqd como se diz na matemática)

Conseguir que as minhas utopias do dia tenham quem se interesse minimamente por elas.

E é tão bom ter utopias (ou desejos?) destes e vê-las (vê-los?) cumpridos.Obrigado, amigos

Vir alguém dizer-me que ainda falta uma!

A esta chamaria... contabilistica. Mas estou sempre a prestar contas aos outros.

6 comentários:

Anónimo disse...

Como é??? Tantos pedidos, tantos pedidos e agora não há quem comente?? Se fosse comigo...ficava chateada!! Mas como é o Sérgio Ribeiro...
Acho que vê-lo chateado é mais uma utopia!!

Anónimo disse...

A minha utopia!

Quando tudo corre mal e a tristeza me aperta!
De repente sem contar, ouvir uma VOZ amiga!
A surpresa é tão grande, que emudeço de alegria!

Sérgio, as tuas utopias fazem-nos sempre falta!

GR

Sérgio Ribeiro disse...

Ó Raquel,
que comentário tão amigo! Obrigado.
Até porque o que escreveu cumpre (precariamente) uma utopia minha: que não me vejam chateado. Não por querer esconder que o estou... mas para não chatear os outros e para que não contribuir para os desmobilizar do que é fundamental serem e fazerem os outros/todos felizes.
Não é fácil! É, até, utópico...

Anónimo disse...

Porque a utopia está impregnada de "inexequível" de "coisa irrealizável, quimera, fantasia" seria útil, creio eu, que lhe extirpássemos esse estigma e lhe déssemos o estatuto devido ou seja a primeira etapa de um estádio superior da realidade hoje vivida, a realidade futura, o futuro poético, a guarda avançada da nossa esperança.

Seria um exercício interessante verificar tudo o que em 1516 Thomas More poderia considerar "utópico" e que hoje é uma banal realidade para a qual avançamos ainda com mais utopia. Fazer um balanço das realizações utópicas desde então para cá no plano científico, social etc., colocando-as aqui neste blog.Seria o revisitar da história e um "passatempo" e ao mesmo tempo contribuía-mos para dar um outro "estatuto" ao vocábulo.

Vamos a isto!

Anónimo disse...

Por que no:)

yanmaneee disse...

birkin bag
curry 6
balenciaga sneakers
air jordan
fila shoes
hermes bag
vans outlet
coach bags sale
adidas gazelle sale
nfl jerseys wholesale