quinta-feira, maio 19, 2011

Para hoje

O que me anima é que o 25 de Abril aconteceu em Portugal
e foi feito por portugueses.
O país existe, as pessoas também,
"fermento" não falta, e do bom.
Portanto...
Campaniça

Foi pouco mais de um ano. Foram cerca de 14 meses. Entre 18 de Julho de 1974 e 11 de Setembro de 1975. precisamente 415 dias! (escreveu Armando Castro).
«… desde o congelamento das rendas urbanas e a nacionalização dos bancos emissores, a que procedeu o II Governo, e a lei de arrendamento rural, obra do III, até às nacionalizações dos sectores-chave e das empresas monopolistas, decretadas quase todas pelo IV Governo, e algumas pelo V, à reforma agrária do IV Governo, e à Lei do controlo operário, aprovado pelo V, mas que não chegou a ser promulgada…» (lembrou o prof. Teixeira Ribeiro).
Foram 415 dias. E o antes e o depois desses 415 dias.
Mas foi nesses 415 dias que houve Povo-MFA, que houve "um homem na revolução".
Vasco Gonçalves e cada um de nós que quis ser Povo e Futuro.  




Assim começarei o meu contributo.

8 comentários:

Chalana disse...

Bom dia, camaradas! Hoje esfolámos um Coelho e fizemos sangue: logo à noite há arroz de cabidela.

Fernando Samuel disse...

E, para não variar, começas muitíssimo bem...

Um abraço.

samuel disse...

A memória desses dias é o combustível para a viagem...

Abraço.

Matos disse...

Tão poucos dias para tanto que foi feito!

cid simoes disse...

Homenagear um Homem vertical. É um dever.

Graciete Rietsch disse...

415 dias de Futuro.

Um beijo.

cristal disse...

O entusiasmo e a confiança que ele nos transmitia, a dignidade que todos reconheciam, a frontalidade e a honestidade. Se puder, não posso esquece-me de contar estas coisas aos meus netos.

Anónimo disse...

Tanbém vou falar dele à minha neta, quando ela crescer .
As crianças precisam de bons exemplos.

Campaniça